30 de ago de 2012

Curtiba Porto Amazonas Lapa Curitiba

Quinta (30/08) fui pedalar. Meu objetivo era conhecer a PR 427 na extensão de Palmeira a Lapa. Saí de casa as 7:40 (atrasado) e segui sentido Palmeira. Poucos ciclistas na estrada, vi 3 voltando dos lados de Campo Largo. Até o pedágio tudo na mesma e minha primeira parada foi no posto do Portal de São Luiz, comi um lanche lá e segui sentido Palmeira, estrada ótima, parece um tapete. Cheguei a bifurcação que vai pra Porto e fui. É uma estrada de pista simples com um 'acostamento' de uns 50 cm, quando vinha caminhão passava para a contra mão por conta do vácuo que eles deixavam, perigoso. Mais vale muito a pena pedalar por lá, parece aquelas estradas européias.
A paisagem é animal, muito verde e muitas fazendas com vacas e outros animais. Logo cheguei a Porto, achei que era mais longe, dei um rolê pela cidade que literalmente é um ovo, bem pequena.
Segui sentido Lapa, engraçado, eu fazendo força e não ia, olhei para trás e era um daqueles 'falsos planos', acho que quase todo o trecho fui subindo. Ah, é claro, um vento contra chato pra caramba. 12:30 horas cheguei a Lapa e desta vez conheci uma outra Lapa. A entrada que dá na cidade vindo de Porto é um pouco a frente daquela com o portal, várias quebradas, igual a qualquer cidade grande. Não ia almoçar mais mudei de idéia, comi um prato feito e 13:04 saí. A estrada do Xisto já foi melhor, da última vez que passei com o Leandro lá estava impecável, agora está um lixo. Logo cheguei (no Xisto também com vento contra) a Curitiba e quando cheguei no Fazendinha levei uma fechada de um carro. Que merda né, não aconteceu nada o pedal inteiro e quando chega a cidade dá problema. Resolvi ir bem de boa, no Água Verde encontrei meu amigo Neto Bike Messenger e fiquei trocando umas idéias com ele, cheguei em casa com 183.68 KM e obviamente para repor os perdidos, uma cervejinha.






Aqui em Porto Amazonas, não vi nada de legal para registar então tirei uma foto minha.


   

















Nenhum comentário:

Postar um comentário